Em 1978, um ator, jornalista e comediante britânico chamado Doc Cox, conhecido também pelo pseudônimo de Ivor Biggun, lançou uma música chamada Winker’s song, que não faria feio naquela lista de forrós sacanas que a gente publicou outro dia – quer dizer, se ela por acaso fosse um forró.

Lançado no compacto que tem a capa ao lado, a música saiu creditada a Ivor Biggun & Red Nosed Burglars. E foi um dos primeiros lançamentos do selo Beggar’s Banquet. A zoação já começava no “misprint” (erro de impressão) da capa, já que “winker” soa como “wanker” (punheteiro). Se você nunca ouviu esse clássico, tá aí a chance. E saiba que Johnny Rotten, vocalista dos Sex Pistols, gostava MUITO dessa música. A incluiu até na categoria de compactos-que-você-tem-que-comprar, quando foi convidado a resenhar umas músicas para o New Musical Express.

Bom, a novidade é que a estação de rádio britânica Mansfield 103.2, de Nottinghamshire, está passando por um baita perrengue. desde que um pirateiro decidiu trollar a emissora pelas ondas aéreas, fazendo com que ela toque Winker’s song (que repete a palavra “wanker”, ou “winker”, TRINTA E SEIS VEZES!). O cara entra nas transmissões da rádio e simplesmente deixa rolar a música, e quem ouve a estação acaba sendo obrigado a escutá-la. Só durante os últimos trinta dias, já foram oito vezes (uma delas durante uma cobertura ao vivo). Uma empresa chamada Ofcom está procurando o culpado. Que, suspeita-se, está usando um transmissor de pequeno porte para a pirataria. Se a pessoa for achada, pode encarar dois anos de prisão e uma multa monstruosa.

Tony Delahunty, diretor-gerente da Mansfield, falou à BBC Radio 4 que a canção sobre punheta já está começando a ser cantada pelos filhos dos ouvintes. “Recebemos ligações de pessoas que acharam isso hilário. Mas outros ficaram muito preocupados, até nossos concorrentes. Muita gente na indústria está horrorizada coim a dificuldade de impedir essa pirataria”.

(via NME).