O MINISTRY lançou finalmente o clipe de Antifa, single do disco AmeriKKKant, próximo lançamento da banda, programado para 9 de março. A capa, que você vê abaixo, foi criada pelo artista gráfico britânico Sam Shearon. O clipe vem na sequência.

Já saiu clipe de "Antifa", música nova do Ministry; e "AmeriKKKant", novo disco, já tem capa

O NOVO DISCO tem produção do próprio chefão do Ministry, Al Jourgersen, e sai pela Nuclear Blast. Foi gravado no Caribou Studios, em Burbank.

É O PRIMEIRO disco da banda pela Nuclear Blast, por sinal. A partir de 2010 os lançamentos da banda saíam por um selo criado pelo próprio Al, o 13th Planet Records – responsável também por discos recentes do Prong e dos Revolting Cocks.

AS LETRAS, diz o Blabbermouth, falam da raiva que Jourgensen, um refugiado cubano, sente pelo que está acontecendo hoje em dia nos Estados Unidos: Trump, falta de respeito pela constituição, crise ética.

JOURGENSEN tinha dito que a banda não gravaria mais após a morte do guitarrista Mike Scaccia em 2012. Scaccia era o melhor amigo do cantor. Sin Quirin, guitarrista da banda, disse que Jourgensen se animou para fazer um novo lançamento após a turnê de 2016.

AL depois diria que queria apenas “tempo para chorar (a morte de Scaccia) antes que as pessoas começassem a perguntar sobre as datas de turnês”. Apesar da falta do amigo, não é o primeiro disco sem ele, já que Mike deixara a banda na década passada.

QUIRIN define o som como “orgânico” e diz que o vocalista estava aberto a novas ideias o tempo todo. “Foi um pouco mais experimental. Trouxemos diferentes instrumentos para essa gravação. Nem acho que as pessoas esperem ouvir de nós algo como o que fizemos”, disse.

ENTRE OS PARTICIPANTES DO DISCO estão DJ Swamp (que tocou dois anos com Beck e vinha seguindo carreira solo), Burton C. Bell (frontman do Fear Factory, que dividiu o palco com a banda na edição 2015 do Rock In Rio, no Palco Sunset), Arabian Prince (um dos fundadores do grupo de rap N.W.A) e o “cellista medieval” Lord Of The Cello.

O MINISTRY, ainda segundo Quirin, volta com participações de músicos como John Bechdel (teclados) e Cesar Soto (guitarra).

AMERIKKKANT tem nove músicas: I know words, Twilight zone, Victims of a clown, TV5/4chan, We’re tired of it, Wargasm, Antifa, Game over e AmeriKKKa.

ALIÁS, olha Antifa ao vivo aí.

NESSE PAPO do ano passado durante o Wacken Open Air, Al prometeu que começaria a fazer um disco novo dos Revolting Cocks e já anunciou o disco do Ministry. Na época, ele lançava o disco do Surgical Meth Machine, um de seus projetos paralelos.

NESSE MESMO VÍDEO, por sinal, Al tinha um recado importante para dar: “As pessoas estão entendendo o sarcasmo cada vez menos. É estranho. Com a internet, era para o sarcasmo ser entendido como uma forma de arte nova e completa. No lugar o que a gente vê é que as pessoas estão cada vez mais polarizadas, fazendo tweets anônimos. E rola o ‘essa é minha posição, essa é a sua, a gente não se encontra no meio’. Nisso, sarcasmo é uma arte perdida”.