Parte das origens do grunge estão em Chicago. A começar porque, Kim Thayil, que se tornaria famoso como guitarrista do Soundgarden, foi criado por lá. Ele nasceu em Seattle, mas se mandou aos cinco anos com a famíia para o subúrbio de Park Forest, na cidade norte-americana. Suas primeiras bandas foram todas criadas por lá. Entre elas um grupo chamado Identity Crisis, no qual tinha a companhia de um baixista nascido em Chicago, que era ninguém menos que John Pavitt, irmão do futuro dono do selo SubPop, Bruce Pavitt.

Zippy And His Vast Army of Pinheads, primeira banda de Kim, não chegou a fazer nenhum lançamento. Já o Identity, banda na qual ele e Pavitt dividiam espaço com Joe Zake (bateria) e John Ross (voz), soltou esse single aí em 1980, Pretty feet, com as músicas Pretty feet, Overtime e Born to be Bozo.

Ou melhor, o single é de duas faixas e uns quebrados, já que Born to be Bozo tem 30 segundos. Overtime não está até o momento no YouTube.

O disquinho saiu por um selo chamado Cirkle Records, que lançou singles de bandas como Epicycle e The Imports. Um sujeito no Discogs jura que esse último grupo era “o mais próximo que tínhamos de um Joy Division americano, no começo dos anos 1980”.

O Identity Crisis (bom nome para uma banda-de-fim-de-adolescência, por sinal) não duraria muito. A manteiga de Kim caiu pra baixo: o músico ficou sem banda, sem a namorada de três anos (que se mudou de Chicago para estudar) e com poucos amigos (quase todo mundo também saiu de Chicago para estudar).

Restou a Kim também sair de Chicago para estudar – foi fazer Filosofia em Olympia, Washington, e viajou junto com o amigo baixista Hiro Yamamoto, que também estava sem banda e sem namorada. Os dois montaram uma banda cover chamada The Shemps, já em Washington, e acabaram admitindo um baterista novo chamado Chris Cornell, que virou vocalista. Assim começou o Soundgarden.

Via Punk Business Manager e Kerrang!