“Eagles Of Death Metal: Nos amis”, documentário que vai ao ar (lá fora) na HBO no dia 13 de fevereiro, cai dentro das histórias do ataque terrorista que matou 89 pessoas no Bataclan, em Paris, durante um show do Eagles Of Death Metal, em novembro de 2015.

Dirigido por Colin Hanks (sobrinho de Tom Hanks), o programa, além de mostrar o retorno do grupo a Paris, traz entrevistas com Hughes e seus colegas de banda. No dia da premiere do filme, em Los Angeles, na quinta (2), Hughes disse que não foi nada fácil revisitar o ataque, mas sentiu que o documentário o ajudaria na superação do assunto. E demonstrou certo medo de ser mal interpretado com o lançamento do filme.

“Quando Colin começou a falar que ele achvava que tudo isso merecia ser filmado, e que tinha importância, foi uma surpresa para mim. Seria duro ter que em algum momento levar qualquer tipo de elogio sobre eu estar presente na história de alguma forma”, conta. “Mas seria uma vergonha que a ordem dos eventos ligados ao ataque tivesse só violência e contagem dos mortos. O documentário não explica tudo, mas é o suficiente”.

O filme também fala bastante da amizade entre Jesse Hughes e Josh Homme, do Queens Of The Stone Age, e Dave Grohl (Foo Fighters). Essa semana, os três foram fotografados em um estúdio, por sinal – a foto foi divulgada por Jesse no Instagram e apagada em seguinda. Ao que se sabe, o QOTSA está gravando disco novo. O que será que vem aí?