Popular em países como Alemanha, Bulgária, Albânia e Escandinávia, a chamada schlager music era nada mais do que um pop pegajoso, com letras sentimentais (opa, o ABBA, orgulho escandinavo, era tido como um passo além desse tipo de som) e que vivia batendo ponto no festival Eurovision.

Como acontecia aqui no Brasil com Roberto Carlos, era um estilo de música sujeito ao desprezo da turma mais radical (no caso, a esquerda europeia e a galera do krautrock). E que revelava quase um talento por semana.

Entre os talentos revelados pelo estilo (e pelo Eurovision!) estava um casal, Cindy & Bert. Eles se casaram em 1967, começaram a gravar em 1969 e participaram do Eurovision em 1972, ficando em segundo lugar com essa música aí, Geh’ die Straße.

E esse intróito todo é só pra dizer que em 1971, Cindy & Bert gravaram uma versão em alemão de Paranoid, do Black Sabbath. Só que o nome da versão deles era Der hund von Baskerville, e a letra era sobre o livro… O cão dos Baskerville, de Arthur Conan Doyle. Pega aí.

Olha eles ao vivo.

Tinha uma versão de Holly holy, de Neil Diamond, no lado B desse single de Cindy & Bert.

Olha a capa do disco aí.

O destino de Cindy & Bert não foi muito diferente do ABBA, já que a dupla se divorciou em 1988. A única diferença com relação ao grupo das quatro letras foi que eles não demoraram muito a se reunir. Voltaram aos shows nos anos 1990 e até lançaram coisas novas. Bert morreu em 2012 e Cindy ainda mantém carreira solo. Olha ela aí.


Via Boing Boing