Em 1992, não havia muita alternativa para você, caso quisesse fazer uma playlist. Não havia MP3, nem Spotify, nem YouTube. E, claro, nem internet acessível. Você tinha que gravar uma fita K7 com suas músicas preferidas, e aquilo era sua playlist. Você podia gravar várias fitas, uma para cada momento da vida, e sair “trocando” os K7s quando acabassem. E dê-se por satisfeito. Até que em 1992 a Sony decidiu lançar um aparelho que facilitava um pouco a vida de quem queria ouvir várias playlists temáticas. Era o Sony TC-C521 – um cassette changer no qual cabiam cinco (!) fitas.

O canal de utilidades antigas Techmoan achou um aparelho desses e fez um vídeo demonstrando como funcionava e como era por dentro.

Hoje, claro, o cara precisa ser muito nerd de fita K7 (tem vários por aí) para querer ter um desses em casa. O Sony TC-C521 não ficou muito tempo em catálogo e vale uma graninha no mercado de usados. E tinha lá seus luxos. Tinha um visual bacana com displays de VU e sincronia com gravação de CD. Você podia programá-lo para gravar cinco CDs individuais em cinco fitas individuais. Mas não marcou época, não.

Aliás, se você ama mesmo fitas cassette, talvez curta saber que em 1972 fizeram um aparelho carrossel que tocava VINTE fitas.