Suas definições da frase “entendeu ou quer que eu desenhe?” serão atualizadas a partir de agora.

Em 1985, a empresa americana de fast food Jack In The Box decidiu aproveitar uma tecnologia que parecia promissora e nunca deu certo, a dos videodiscos. Lançou um videodisco de treinamento para seus funcionários. Possivelmente o material seria exibido durante as reuniões da empresa e olhe lá.

Digamos que a empresa decidiu apostar que seus funcionários e treinadores não tinham lá toda a experiência do mundo com videodiscos de treinamento. E criou um vídeo de treinamento ENSINANDO COMO USAR VÍDEOS DE TREINAMENTO. O ensinamento, extremamente detalhado, inclui como manusear aquele discão laser do tamanho de um LP. E como usar o controle remoto para pegar os momentos mais interessantes do vídeo.

Não fiquei com vontade de comer isso

A verba para fazer o vídeo foi grande. Numa das cenas, um funcionário resolve arrastar um rack com TV e aparelho de videolaser. Em cima do aparelho (aberto, com um discão dentro), uma caneca de café. Para mostrar as desgraças que podem acontecer, a produção nem hesitou em estragar um aparelho e um disco (fora o café derramado).