Nos dias de hoje, possivelmente o conteúdo do bootleg Trogg Tapes (da banda britânica The Troggs) renderia um excelente vídeo vazado no Twitter, ou em alguma outra rede social. Mas foi tudo gravado em 1970, sem que a banda soubesse, e rendeu um dos discos piratas mais bizarros e infames de todos os tempos.

The Troggs: brigando no estúdio, com o gravador ligado

O tal disco pirata dos Troggs poderia bem se chamar “fuck tapes”, visto que a palavra – e seus derivados – é repetida pelo vocalista Reg Presley e pelo batersta Ronnie Bond inúmeras vezes. Gravando uma música nova chamada Tranquility, os dois integrantes começam a discutir e a trocar ofensas. Com direito a frases como “cale a porra da sua boca”. Ou “foda-se o baterista, grandes merdas”. Ou “vamos colocar um pouco de angel dust e vou foder tudo na gravação” e outras coisas.

Isso parece relativamente pouco em 2019, mas em 1970 chocou muita gente. E sedimentou a imagem durona do grupo que tinha feito sucesso com Wild thing, uns anos antes.

Os Troggs tiveram um desfrute excelente do sucesso com esse single, lançado em 1967. E que passou a constar do repertório de inúmeros artistas, de Jimi Hendrix a Robertinho de Recife.

O grupo tinha como empresário Larry Page (o mesmo dos Kinks), vendia discos e estava se dando bem. Começou a dar tudo errado quando começaram a ter problemas contratuais. O que os conduziu a uma separação do empresário. Foram parar em selos pequenos e shows nos cafundós.

Foi nessa que as Trogg tapes surgiram. O grupo resolveu começar tudo de novo assinando com a gravadora Dick James Music e metendo na cabeça que iriam voltar a fazer hits. Trancaram-se no pitoresco estúdio da DJM em Londres, que tinha a sala de gravação e a sala de controle separadas por um corredor.

Isso significa que toda a arenga dividida entre Reg e Ronnie (este, acompanhado pelo guitarrista Chris Britton e pelo novo baixista da banda, Tony Murray) foi realizada à distância, pelo circuito interno. Inclusive, o produtor Dennis Berger contribuiu com palavrões, além da tal declaração sobre o que fazer com a angel dust.

As Trogg tapes foram lançadas em disco pirata, mas tiveram uma fama tão grande – e um alcance tão imenso na cultura pop – que saíram no disco The Rhino Brothers present the World’s Worst Records, só com gravações bizarras (foi no segundo volume da série, de 1985).

E olha os Troggs aí no ano passado, tocando seu maior hit. A atual formação não tem ninguém do line-up original. Pete Lucas, o guitarrista, entrou em 1974 e é o mais antigo da banda.

Via The Guardian.