Se todo Instagram de artista fosse igual ao dos Doors, manter os fãs entretidos e interessados – e cativar as novas gerações – seria trabalho diário de muita gente. E muita empresa que trabalha em redes sociais ganharia prêmio Profissionais do Ano. Os Doors, com idas e vindas para shows com convidados, existem/não existem desde os anos 1970. E perderam sua faceta mais “pública”, o vocalista Jim Morrison, em 1971. Mas como os integrantes ainda vivos estão lançando um DVD histórico da banda (gravado ao vivo na Ilha de Wight em 1970), sempre tem material na rede social do grupo. E o que é postado lá vai muito além de “qual é sua música preferida do disco tal?”. Olha aí.

Entre as atrações, tem um trechinho do vídeo do projeto Blank On Blank, que produz animações com entrevistas de personalidades históricas. Em 6 de novembro de 1969, Jim Morrison bate um papo com Howard Smith sobre café da manhã, comida, fome, e pergunta: “Qual é o problema de engordar? O que há de errado com isso?”.

Aqui, você confere um vídeo exclusivo da banda para o lançamento do DVD da Ilha de Wight. E aqui e aqui, um encontro recente do baterista John Densmore, dos Doors, com amigos como Carlos Santana e George Laks no Museu da Cultura Pop em Seattle, durante a entrega para a banda do Founders Award – dado a bandas e artistas com contribuição pica das galáxias para a história da música. Na ocasião, tocaram Break on through.

Os Doors continuam rendendo camisetas legais. Olha essa aí.

Os Doors estão mandando tão bem no Instagram que nem parece que a banda acabou

Foto rara de Jim Morrison, que saiu originalmente num perfil da Life.

Os Doors estão mandando tão bem no Instagram que nem parece que a banda acabou

Jim Morrison na paisagem urbana: na traseira de um ônibus escolar e num prédio, ambos em Venice, Califórnia, lugar de origem do grupo.

Os Doors estão mandando tão bem no Instagram que nem parece que a banda acabou Os Doors estão mandando tão bem no Instagram que nem parece que a banda acabou

Não esqueceram nem do aniversário de casamento de Robby Krieger, guitarrista do grupo.

Os Doors estão mandando tão bem no Instagram que nem parece que a banda acabou

Os portas na porta.

Os Doors estão mandando tão bem no Instagram que nem parece que a banda acabou

Cartaz psicodélico de um show do grupo, ao lado do Jefferson Airplane.

Os Doors estão mandando tão bem no Instagram que nem parece que a banda acabou

Saiu uma reedição em vinil do segundo disco dos Doors, Strange days (1967), com uma carta assinada pelos integrantes vivos do grupo, Robby Krieger (guitarra) e John Densmore (bateria). Quem recebeu a missiva, ficou felizinho.

Os Doors estão mandando tão bem no Instagram que nem parece que a banda acabou Os Doors estão mandando tão bem no Instagram que nem parece que a banda acabou

O saudoso tecladista do grupo, Ray Manzarek, se posicionando.

Os Doors estão mandando tão bem no Instagram que nem parece que a banda acabou

Confira mais aqui.