Até o momento, nenhuma resposta dos Rolling Stones a respeito disso: no fim de semana, cinquenta canções raras do grupo, gravadas desde o começo dos anos 1960 (com a formação que incluía Brian Jones) apareceram online. A coleção atende pelo nome de Fully finished studio outtakes e estão distribuídas em três CDs que aparentemente tiveram edição pirata física, prensada no Japão especialmente para o fã-clube do grupo.

Nem tudo no disco é inédito: a versão de Scarlet que aparece no disco não é (calma aí!!) a preciosa gravação feita com músicos brasileiros no estúdio da Philips nos anos 1970, da qual o POP FANTASMA já falou aqui. É aquela mesma versão com Jimmy Page na guitarra, que ressurgiu na versão expandida do disco Goats head soup (1973), lançada ano passado – só que está com a mixagem completamente alterada e sem peso.

Segundo um texto publicado no blog A Journal Of Musical Things, “existem algumas teorias sobre o que está acontecendo. Primeiro, foi um ataque de hacker a algum repositório online de material dos Rolling Stones. Em segundo lugar (e muito mais provável), foi algum tipo de vazamento de uma fonte interna. E terceiro, este é o vazamento preventivo secreto pelo (s) detentor (es) dos direitos dessas músicas, para estender os direitos autorais do que antes eram bootlegs não lançados”.

Surgiram 50 raridades e inéditas dos Rolling Stones no YouTube Surgiram 50 raridades e inéditas dos Rolling Stones no YouTube

Para stonemaníacos, há momentos interessantíssimos, como as gravações da era Brian Jones (como Curtis meets Smokey) e o esqueleto de It’s only rock’n roll, com o violão de 12 cordas de Ron Wood antes de ele se juntar à banda, a base dos Faces (incluindo Kenny Jones, futuro The Who, na bateria) e ninguém menos que David Bowie nos backing vocals. Quando a música saiu no disco It’s only rock’n roll (1974), a banda cortou um pouco dos violões de Ron e deu uma apagada em boa parte dos vocais de Bowie. Nenhum dos dois foi creditado no álbum.

Ouça antes que tirem do ar.