Em meio à festa do Rock In Rio, uma notícia triste. Quem sai de cena é um cantor que estaria no line-up deste ano, mas precisou cancelar seu show por motivos de saúde: Charles Bradley morreu aos 68 anos neste sábado (23).

Charles teria feito uma apresentação no festival no sábado (16), além de uma turnê pelo Brasil, mas precisou cancelar ao descobrir que seu câncer, diagnosticado no ano passado, havia retornado. O cantor teve câncer no estômago e tinha se recuperado – e voltado a fazer shows – mas descobriu que a enfermidade voltara e se espalhara para o fígado. Por causa do tratamento de saúde, Bradley cancelou 37 shows. No lugar do show dele no Palco Sunset, foram convocados Rael e Elza Soares.

Antes da fama, Charles, que nasceu na Flórida e foi criado no Brooklyn, teve vida difícil. Chegou a morar nas ruas durante a adolescência, morando em carros abandonados. Uma de suas primeiras bandas terminou quando todos os seus colegas foram convocados para a Guerra do Vietnã. Nos anos 1990, passou a fazer shows como cover de James Brown e foi descoberto pela gravadora Daptones. Seu primeiro disco, No time for dreaming, saiu em 2011, quando o cantor já tinha mais de 60 anos.

Em meio a clássicos do soul e músicas autorais, ele fazia versões bem bacanas de músicas do Nirvana, de Neil Young e do Black Sabbath.

Em novembro, Bradley se apresentaria no festival Sound On Sound, no Texas. Seria a chance de assistir ao show dele e ainda curtir um line-up de fazer ajoelhar no milho. Olha aí.

E aqui você mata as saudades de Bradley com um pequeno show dele e de sua banda na rádio KEXP, de Seattle. RIP.