Back to the egg, último disco dos Wings, banda liderada por Paul McCartney, saiu em 1979. Acabou tomando uma sova da crítica, mas era para ser um disco especial. Produzido por Chris Thomas, o cara por trás de Never mind the bollocks, dos Sex Pistols, era o álbum que nas cabeças de muitos traria Paul finalmente “aderindo” (muito entre aspas) a tendências como new wave e punk, e unindo colaboradores de épocas diferentes do rock.

Até mesmo David Bowie foi convidado por Paul a ir ao estúdio e dar sua opinião sobre o material. Perguntado sobre uma potencial candidata a single, o camaleão ouviu as músicas e, para a surpresa de Paul, optou por The broadcast, um tema experimental de piano, que durava pouco mais de um minuto, cuja “letra” consistia em textos lidos pelos dois proprietários do castelo Lympne, em Kent, onde uma parte do disco foi gravada. Paul agradeceu mas achou melhor não lançar single nenhum com a faixa, que mais parecia uma das maluquices inventadas pelo Pink Floyd em The dark side of the moon.

Para deixar o disco ainda mais, hum, diferente do habitual, Paul ainda tinha mais uma ideia: promover uma espécie de batalha de bandas num número épico do álbum. Essa proposta já tinha sido criada há bastante tempo, mas ele resolveu levá-la adiante em grau menor em Back to the egg num tema instrumental composto quatro anos antes chamado Rockestra theme, que traria, dividindo o estúdio com ele, David Gilmour (Pink Floyd), John Paul Jones, John Bonham (Led Zeppelin) e Pete Townshend (The Who).

Keith Moon, baterista do Who, também estava escalado, mas morreu pouco antes da gravação da faixa. Paul cancelou a gravação em luto ao amigo, mas dias depois a turma toda no estúdio, para gravar não só a Rockestra, como também So glad you’re here. Além deles, nas duas faixas, a turma dos Wings (Linda McCartney entre eles, tocando teclados), uma seção de metais e até mesmo Kenney Jones, que assumiu o lugar de Keith Moon no Who. E outros nomes como Gary Brooker (Procol Harum, teclados), Tony Ashton (Family), Bruce Thomas (baixo, The Attractions), Hank Marvin (Shadows).

O Rockestra Theme foi gravado nos dias 3 e 4 de outubro de 1978 no estúdio Abbey Road e, durante os dois dias de trabalho, o diretor Barry Chattington esteve lá rodando um documentário sobre as sessões. É o vídeo abaixo.

E vale dizer que o esforço de Paul McCartney, Wings e toda a turma valeu a pena. Rockestra Theme acabou ganhando o Grammy de Melhor Performance de Rock Instrumental. E a Rockestra fez uma única aparição ao vivo, no Concerto pelas Vítimas da Guerra no Camboja. Dessa vez, até Robert Plant estava no palco com a galera.