Certa vez (mais aproximadamente no dia 21 de junho de 2019) falamos de Trompe le monde, último disco de estúdio da primeira fase dos Pixies (1991) na nossa série de “várias coisas que você já sabia sobre” (que na época a gente chamou de “trinta coisas que você não sabia sobre”, mesmo). E lembramos que lá pelo meio das gravações, Black Francis, vocalista do grupo (ou Frank Black, como ele é conhecido na carreira solo) ficou meio obcecado com NARC, jogo lançado em 1988 que servia como uma espécie de veículo jogável da guerra anti-drogas empreendida pelo governo Ronald Reagan.

Reagan, você deve lembrar, lançou até o slogan “just say no”, devidamente parodiado por um número bom de roqueiros – como Ozzy Osbourne, que lançou o EP ao vivo Just say Ozzy (1990), cuja capa apagava o “n” do “no”. No game NARC, o jogador investia violentamente contra qualquer ser humano ligado ao narcotráfico: usuários, aviões, traficantes etc. E Frank Black ficou tão maluco pelo assunto que os Pixies gravaram a música do game, Theme from NARC, para o single de Planet of sound, uma das faixas de Trompe le monde.

O cantor teria dito a um fanzine (o Dangerous Minds resgatou essa) que “Theme from NARC não tem realmente um refrão. Eu pensei que era muito legal, porque a progressão de acordes é completamente fodida. Não é uma progressão padrão do rock ‘n’ roll”. O compositor da canção, Brian Schmidt, trabalha há mais de três décadas fazendo trilhas para games e ficou surpreso de saber, por um amigo, da versão dos Pixies.

E Trompe le monde é esse disco aí. A série de “várias coisas que você já sabia sobre” volta na semana que vem.