CCE significa Conjunto de Componentes Estragados. Não, significa Conserta Conserta e Estraga. Não, é Começou Comprando Errado. Nada disso. A brasileira CCE tem um significado bem mais descritivo e simples. Esse é mais um dos causos contados num vídeo que a turma do TecMundo fez sobre a história da empresa.

Muita gente mal se deu conta, mas a a marca, depois de idas e vindas – e de ter passado para as mãos de outras pessoas – está sumida do mercado. Não tem mais site, está longe das redes sociais e não tem lançado mais produtos. A fama de empresa cujos produtos têm defeitos em massa acabou pegando, muito embora a memória afetiva do consumidor tenha sido marcada por vários lançamentos. E nos últimos anos, outros problemas desgastaram mais ainda a fabricante. Confira tudo aí.

Aliás, quando rolou a tal venda para a Lenovo (citada no vídeo do TecMundo), a CCE mantinha uma conta no YouTube. E colocava vídeos publicitários da marca. Olha aí.

Teve até propaganda com o Molejo.

Os novos smartphones da empresa.

Vermelho Steam faz um grafite e grava a produção da arte com um smartphone CCE. O time da empresa nessa época mandava bem nas peças.

Em tempo: já tive vários produtos da CCE (TV, som, computador, videogame) e tenho pouco a reclamar. As características de tudo o que já tive da empresa são: 1) todos foram baratos; 2) eram horríveis e com acabamento vergonhoso.

Um vídeo mostra a história da CCE