Se você fica indignado com as patadas desferidas pelos chefs de cozinha aos participantes do Masterchef, talvez nem queira saber de um reality show em que o prato principal é a humilhação. O Dadagiri existiu de 2008 a 2011 na Índia. E era um reality show de bullying. Nele os participantes aguentavam toda sorte de vexames por causa de um prêmio em dinheiro.

E isso aí é a maior encrenca que já rolou no programa até hoje.

Em 2008, a apresentadora Esha Bhaskar decidiu falar extremamente mal dos atributos físicos dos candidatos. E ainda reclamou que um deles não abria a boca para responder às provocações. Um deles era o ator de televisão Ravi Bhatia, que, defendendo o colega bullynizado, disse que ele simplesmente não queria falar com ela. Corta para Esha propondo aos dois um desafio em que deveriam cobrir suas caras com lama.

Isso foi o que o público viu. Por trás das câmeras a história foi outra. Numa discussão, Esha soltou um “vá se foder” para Ravi, que respondeu com um “vá você”. Nesse momento, Esha desferiu um tapa na cara do ator. Que imediatamente respondeu dando outro tapa na cara dela. Por causa disso, Ravi acabou sendo espancado por mais de SETENTA PESSOAS da produção, que subiram imediatamente ao palco. Restou ao ator ficar berrando “como ela pode me bater?” enquanto tentava se desvencilhar da turba. Ravi depois disse só ter conseguido escapar de lá por milagre.

Por muito tempo, essas cenas do Dadagiri não tinham sido descobertas nem na internet, mas o ator guardou uma cópia da fita e conseguiu processar o canal. Ravi alegou que sabia que seria humilhado, mas que não havia concordado em ser esbofeteado, nem em apanhar de mais de 70 funcionários da emissora.

Esha, que é atriz de cinema, disse numa entrevista que basicamente chegou para fazer o programa e teve que ler uma lista de abusos e baixarias que deveria dizer aos candidatos. E que jamais se candidataria a participar da atração. Ravi continuou fazendo novelas e acabou vendo seu brado “how can she slap” virar viral em 2008. Até camiseta com a imagem dele e a frase, saiu.