O baterista do The Killers, Ronnie Vannucci Jr., nunca mais vai dormir. Num papo com a Spin, entre outros detalhes sórdidos sobre o lançamento do novo disco da banda, Wonderful wonderful, ele foi meio, er, forçado pelo colega vocalista Brandon Flowers a contar que mandou bala num MDMA enquanto assistia a um apresentação do astro da EDM Deadmau5.

No novo disco, a banda trabalhou com o produtor e DJ Erol Alkan, e isso foi assunto durante a conversa. “Não sou muito chegado a essa cultura dos DJs, mas andei ouvindo algumas coisas boas. Só que a maioria é uma merda, ruim”, conta o baterista do The Killers, admitindo que se divertiu bastante num show de Deadmau5 em Buenos Aires. “Eu entrei com uma atitude de merda, não estava preparado para gostar daquilo. E eu curti. Foi uma experiência completa, fantástico. Não é realmente a minha praia, mas eu estava lá, meu pai estava lá, estávamos cercados por modelos sul-americanas. Tudo estava bem”.

“Só que você precisa saber da história toda. Foi a primeira vez que Ron tomou MDMA”, entregou Flowers. “Eu adorei”, completou o músico. “Ele gostou pra caralho”, manda Brandon Flowers.

O grupo admitiu também que o disco novo veio numa época bastante conturbada para todos. A começar pelo fato de que a banda teve até que dar uma de Metallica e fazer análise de grupo.

“Somos quatro caras que não sabem se comunicar direito, nem querem se comunicar. Foi saudável. Se você não muda de ares, rolam algumas coisas que criam separações”, disse Flowers. E vale dizer que Dave Keuning, o guitarrista, deu a entender em entrevistas que não ficou feliz com o disco, e até ficou sem aparecer em fotos de divulgação da banda.

E falando nisso, pega aí o disco novo do grupo na versão deluxe.