Não fazia a mínima ideia que Lynda Carter, a Mulher Maravilha da fase clássica do seriado (entre 1975 e 1979), também cantava. Antes mesmo de aparecer na TV interpretando a personagem, ela já tinha gravado esse single aí de baixo.

A fantasia rocker de Lynda Carter

O som era numa onda meio Carpenters. Não fez muito sucesso, tanto que ela passou um bom tempo só atuando. Na época, ela já tinha cantado numa banda de escola, iniciava carreira como modelo e atriz e era namorada de um cantor francês chamado Michel Polnareff.

Em 1978, quando ela já era a Mulher Maravilha, os tempos eram outros e ela soltou a voz mais uma vez. Olha aí Portrait, disco dela lançado naquele ano, que tem até algumas músicas em que ela aparece como compositora.

A fantasia rocker de Lynda Carter

Quando Lynda já tinha largado o personagem, ela apareceu em musicais de TV cantando e encenando – numa mescla de esquetes cômicos e números de música, típica dos anos 1970. Aí é que a história começa a ficar MESMO interessante, já que a cantora e atriz resolveu soltar todas as suas fantasias de estrela de rock´n roll no Lynda Carter Special, de 1980. Com direito a se fantasiar de Tina Turner para cantar Proud Mary e a se vestir de mulher-aranha para cantar I was made for lovin’ you, do Kiss, ao lado de bailarinos com maquiagens iguais às do quarteto. Esse momento inesquecível, você confere aí. No final, ela aparece fantasiada de cacho de bananas e cercada de homens-macaco.

Via Reprobate Press