Conhecido pelo papel do garoto Mike na série Stranger things, da Netflix, Finn Wolfhard foi achado pelo pessoal da Amoeba comprando discos. Não teve jeito: a turma da loja gravou um episódio do What’s in my bag? (série do YouTube que revela o que os famosos andam comprando na loja) com ele. Olha aí.

Claro que o pessoal da Amoeba não iria perder a oportunidade: começaram o vídeo em clima de Stranger things, com a imagem meio distorcida e a música-tema do seriado no BG. Finn, que tem uma banda chamada The Calpurnia, exibiu uma cópia do LP The zodiac: Cosmic sounds, composto e arranjado pelo mitológico rei dos sintetizadores Mort Garson, e que traz músicas sobre cada um dos signos do zodíaco. Já falamos de Mort aqui no POP FANTASMA, por sinal. Finn diz que “ouviu muito” um dos clássicos de Garson, Plantasia – com “música da mãe Terra para plantas… e para as pessoas que as amam”, e ficou curioso por The zodiac.

Ele também levou I’m the man, segundo disco de Joe Jackson, de 1979. Finn nunca ouviu Joe Jackson, mas o baixista do seu grupo é fã. É o disco de It’s different for girls. “A capa é maluca. Parece que ele (Joe) está vendendo drogas, mas tem relógios, machados, compactos…”, diz Finn.

Finn também levou pra casa Lotta see lice, de Kurt Vile e Courtney Barnett, o DVD do filme A lula e a baleia, de Noah Baumbach (2005) e a trilha do filme Corrente do mal, de David Robert Mitchell (2015). E dois discos de banas recentes: Hang, do Foxygen (que ele viu ao vivo), e Do Hollywood, segundo disco dos Lemon Twigs, que ele diz ser sua banda preferida no momento (e é uma das nossas também!).

“Não os vi ao vivo ainda mas sei que fazem um show incrível. Os vi tocando na internet”, conta. Por acaso as duas bandas estão interligadas, já que os irmãos Michael e Bian D’Addario, do LT, tocaram no disco do Foxygen. E Jonathan Rado, um dos integrantes da banda, produziu e tocou em Do Hollywood.

E olha o Calpurnia aí.