Muita informação para o pobre cérebro da gente: 1) O cantor português Roberto Leal, em 1988, resolveu dar um upgrade em sua carreira fazendo uma versão em português de Fata Morgana, sucesso do grupo alemão Dissidenten, que tinha feito sucesso por aqui na trilha da novela global Sassaricando; 2) Pra divulgar a canção, algum diretor de clipes teve a ideia de botar Roberto Leal fantasiado de David Bowie como no clipe de Absolute beginners, com chapéu e sobretudo. Olha aí.

O clipe de Bowie.

Roberto Leal no Chacrinha mostrando seu novo sucesso.

O clipe de Roberto mostra o cantor de Bate o pé numa história detetivesca que envolve armas, uma mala cheia de grana, árabes sedentos por sangue, a perseguição a uma dançarina do ventre (que mexe o corpo num café chamado Rame Rame) e o cantor dando uma de herói e evitando um assassinato no final. Bastante criativo. Já aí embaixo, você confere o Dissidenten tocando sua própria música.

Já esse kraut rock árabe aí de baixo são os Dissidenten uns bons cinco anos antes de Fata Morgana, quando se chamavam Embryo’s Dissidenten.

Detalhe: em Absolute begginers, ora pois, David Bowie contou com os serviços de um músico português. Ninguém menos que o multiinstrumentista Luis Jardim, que tocou percussão na faixa.

Sugestão de Carolina Landi do Trendnotes.