Miru Kim: porcos, ratos, ocupações e explorações urbanas

Miru Kim: conhece? Tida pelo periódico Financial Times (de Londres) como uma “exploradora urbana” – classificação do jornal para pessoas que desenvolvem projetos artísticos em locais abandonados das cidades, como túneis, pontes, etc – a fotógrafa e artista visual norte-americana desenvolveu uma performance bem… inusitada entre novembro e dezembro de 2011. Na feira Art Basel, em Miami, Estados Unidos, ficou deitada, nua, durante 104 horas, ao lado de dois porcos. O nome da instalação era I like pigs and pigs like me (“eu gosto de porcos e porcos gostam de mim”).

O espírito da performance aparece num poema que Kim escreveu em seu site, para explicar um pouco a história. “Nós bebemos juntos, dormimos juntos/Agimos com nossos instintos, nariz com nariz/Não posso ler, não posso falar/Não posso deixar a caixa-zoológico/Após 104 horas pode ser que vejamos como é ser um porco/E como é ser humano”. Tem um vídeo no Vimeo mostrando parte da história. Olha aí em cima.

Em 2013, ela passou duas horas no templo Karni Mata, na Índia, toda vestida de branco, e ofereceu leite aos ratos que escondem-se pelo templo. Também tem um vídeo (só de 33 segundos) mostrando parte da performance.


Já em 2015, ela participou do Body and Freedom Festival, na Suíça, e dormiu durante dois dias na rua, por seis horas, numa cama, como parte da performance City Dreaming, que ela havia feito um ano antes num evento em Zagreb, na Croácia – só que daquela vez, ela tinha feito coisas como andar pelas ruas como se tivesse acabado de acordar, tomando leite numa caneca, etc. Temos imagens.

No tal festival da Suíça, diga-se de passagem, ela contou bastante com a ajuda da segurança pública. “Os guardas foram avisados para serem discretos e não perturbarem o engajamento do público, a não ser que acontecesse algo que ameaçasse a segurança da artista”, diz um texto em seu site. “Houve uma variedade de respostas do público. Muitos não sabiam que se tratava de uma performance artística, e outros, que sabiam, ficaram por lá esperando algo acontecer. Teve gente que sentou na cama e tirou selfies, teve gente que deitou”. Agora imagina isso no Rio de Janeiro…

Quer saber o que Miru Kim anda fazendo? Vá no site dela, com fotos e vídeos das ocupações e performances que ela realiza. Uma dica de trilha sonora para você ver os vídeos dela: ela é fã de Ryuichi Sakamoto e até tirou foto com ele recentemente, quando o encontrou num restaurante em Nova York (tá no perfil dela do Facebook).