Frequentador dos primeiros shows dos Ramones no CBGB’s, o mexicano Arturo Vega (1947-2013) acabou se tornando diretor de iluminação e merchandising da banda – e desenhou o logotipo “selo presidencial” dos Ramones, hoje presente em camisetas usadas por quase todo mundo, de Dinho Ouro Preto a Anitta. Seguia a banda no começo (“ele estava sempre com uma cabeleira multicolorida”, lembrou o baterista Tommy Ramone no livro Na estrada com os Ramones, de Monte Melnick e Frank Meyer) e acabou dando abrigo a todos em seu loft localizado em cima do CBGB’s, na Rua 2 Leste.

“Levou um ano até que os Ramones solidificassem sua imagem. No começo, Dee Dee parecia… um garoto de cursinho, um menino rico ou alguma coisa por aí (…) Ele se parecia com um cara que tinha um bom emprego”, lembrou Arturo sobre a banda em Hey ho let’s go, a história dos Ramones, de Everett True. A casa do criador da logo ainda por cima serviu de lugar de ensaio para o grupo nesse comecinho – na época, dividiam espaço com outra banda iniciante, o Blondie.

E olha aí os Ramones ensaiando no loft de Arturo, em 2 de março de1975, um ano antes de gravarem o primeiro álbum. O repertório é o do início da carreira e as músicas estariam em Ramones, a estreia em disco: Beat on the brat, Listen to my heart, Judy is a punk, 53rd and 3rd e outras. Tem também California sun, dos Rivieras, que os Ramones gravariam no segundo disco, Leave home, de 1977.