Se você era fã de ficção científica, tecnologia ou astronomia nos anos 1970 (ou acompanhava os descaminhos da Guerra Fria na época), o nome Voyager provavelmente faz sentido pra você. O programa científico norte-americano, criado para vasculhar o Sistema Solar externo, previa o lançamento de duas naves, Voyager 1 e Voyager 2, em 1977. As duas estão por lá até hoje, monitorando tudo, fazendo fotografias e tirando medições científicas dos planetas. E ambas levavam um presentaço para os planetas distantes: dois LPs dourados que deveriam ser tocados em 16 rotações por minuto e que traziam imagens e sons da Terra. O material teve curadoria de uma equipe chefiada pelo astrônomo pop Carl Sagan e, entre as faixas de áudio, tinham de tudo. Cumprimentos em 55 idiomas, “sons da Terra”, ruídos de baleias, Melancholy blues, com Louis Armstrong, Johnny B. Goode, com Chuck Berry (e quase teve Here comes the sun, com os Beatles, mas a EMI não liberou)…

As fotos saíram em 1978 num livro chamado Murmurs of Earth: The Voyager Interstellar Record. Todo o material, em som e imagem, chegou a público em 1992 num CD-ROM lançado pela Warner New Media. Uma pessoa pegou vários desses áudios e fez uma série de vídeos no YouTube. Olha aí.

Um selo chamado Ozma Records está próximo de realizar os sonhos de muitos fãs das histórias da Voyager: fez um crowdfunding para financiar o lançamento em vinil das canções dos LPs das duas naves espaciais. Já rolou a vaquinha e o material daqui a pouco sai. Olha aí, ó.

O material já está em pré-venda e chega até o Natal. Você pode escolher entre a versão CD duplo e LP triplo – em ambos os casos, o set vem com um livro trazendo todas as imagens contidas no disco, as fotos transmitidas pela Voyager na época e um texto assinado por Timothy Ferris, produtor do disco dourado original.

E, detalhe, a própria Nasa jogou o material de áudio dos dois discos no Soundcloud. Boa viagem.