DATA DE LANÇAMENTO: “Villains”, que é o sétimo disco do QOTSA, sai dia 25 de agosto. após alguns teasers divulgados pela banda e um vídeo engraçadinho em que o grupo aparecia respondendo-não respondendo perguntas sobre o álbum com um detector de mentiras (olha o vídeo aí). O interrogador do grupo é o músico, escritor e apresentador Liam Lynch.

O PRODUTOR: Mark Ronson, você deve saber, produziu Amy Winehouse, Adele, Paul McCartney (ficou famosa aquela história de que, com Ronson no comando, Paul estava ouvindo Usher e “baile funk”). Eles já se conhecem há uns tempos e dividiram trabalhos durante o disco mais recente de Lady Gaga, “Joanne” – os dois produziram a faixa “Diamond heart” e Homme tocou em quatro músicas do disco. “Eu o conheço casualmente há alguns anos”, contou Homme ao New Musical Express.

OS FILHOS: Casado com Brody Dale (vocalista dos Distillers) Homme tem três filhos: Camille (11), Orrin (5) e Wolf (um ano e quatro meses). Segundo ele, os pimpolhos vinham escutando bastante “Uptown funk”, single de 2014 de Mark Ronson com participação de Bruno Mars, e ele gostou do som. “Pensei: ‘Isso é fantástico, é um som bem direto’. E era a direção que eu queria para o disco novo”. Assim que encontrou o produtor no estúdio, quando trabalharam juntos no disco de Lady Gaga, tomou a decisão. “Isso vai confundir e desanimar as pessoas, e uma das melhores coisas de estar numa banda de rock é definir expectativas e desafiá-las”.

O SINGLE. É esse aí que provavelmente você já escutou, “The way you used to do”. E claro que ele vem provocando polêmica por aí por ser bem mais dançante que o normal do QOTSA. Homme disse que se trata de uma música “sobre sexo” e, no que diz respeito a como ela representa o som do disco, afirmou que “todas as músicas do disco têm uma filosofia em comum, que sempre foi a minha filosofia – mas parece que agora é ainda mais importante – que é a filosofia de que o agora é tudo que você tem. Você não precisa esperar e deve fazer tudo que quiser agora. Essa filosofia aparece em todos os momentos do disco. Tem uma urgência sem ser uma emergência, entende?”. Entende?

VILLAINS. Num comunicado, Homme disse que o aspecto mais importante do novo disco era “redefinir nosso som, perguntando e respondendo: ‘Como soamos agora?’ Se você não pode fazer um excelente primeiro disco, você deve simplesmente parar – mas se você fizer um ótimo disco, permanecer gravando e não fizer com que seu som evolua, você se torna uma paródia desse som original”.

VILÕES. Homme já se definiu politicamente como um “conservador”. O nome do novo disco, afirma ele, não tem nada a ver com política. É “uma palavra que soa fantástica” e “um comentário sobre as três versões de todos os cenários: o seu, o meu e o que realmente aconteceu. Todo mundo precisa de alguém ou algo para atrapalhar contra – o seu vilão. Você não pode controlar isso. O único que você pode realmente controlar é quando você deixa ir”.

ORDEM DAS MÚSICAS. “Villains” tem 46 minutos e apenas nove músicas. Pela ordem: “Feel don’t fail me” (5:41), “The way you used to do” (4:34), “Domesticated animals” (5:20), “Fortress” (5:27), “Head like a haunted house” (3:21), “Un-reborn again” (6:40), “Hideaway” (4:18), “The evil has landed” (6:30), “Villains of circunstance” (6:09).

O AUTOR DA CAPA. É o desenhista Boneface, que também já havia feito a capa do disco anterior, “…Like clockwork” (2011). Entre seus trabalhos mais conhecidos, está uma série de retratos de super-heróis ensanguentados ou desmaiados. O site Consequence Of Sound explica que há duas variações da capa: a que você vê abaixo no Twitter do Boneface, e uma outra, em tons de azul, em que escorre sangue do rosto do desenho que representa Josh Homme, e o diabão manda dois dedos do meio. É a chamada capa “indie” do disco. As duas versões de LP incluem uma folha de adesivos com desenhos de Bonehead, e a versão de luxe ainda acrescenta mais desenhos e gravuras. Você confere tudo na lojinha da Matador, gravadora do QOTSA.

O PRODUTOR É FÃ. Ronson disse, também ao NME, que o QOTSA é e sempre foi sua banda favorita de todos os tempos, “desde 2000, quando fui na Tower Records comprar ‘Rated R'”. “Eu também sabia que minha dedicação como fã não me manteria no cargo. Houve momentos em que estava ciente de que estava assistindo aos meus heróis musicais na criação de algo que certamente se tornaria um dos meus momentos favoritos em qualquer álbum do grupo. E ter minha dose de participação naquilo era como estar num sonho – um sonho muito pesado, sombrio e maravilhoso”.

TEM SHOW. O grupo já anunciou o começo da turnê do disco – por enquanto com datas apenas no Reino Unido. O pontapé inicial é justamente na Manchester Arena (onde rolou o atentado no show de Ariana Grande) no dia 19 de novembro.

COME & LOVE ME NOW QOTSA.COM

A post shared by QOTSA (@queensofthestoneage) on

E TEM CAMISETA. O material promocional de “Villains” já está à venda.

GO BIG OR GO HOME new merch @ qotsa.com

A post shared by QOTSA (@queensofthestoneage) on