Os Sex Pistols terminaram em 1978 mas tiveram alguns retornos:1996-2001, 2002-2003 e mais recentemente 2007-2008. Só que uma volta da banda neste ano – aniversário de quatro décadas do disco único do grupo, “Never mind the bollocks” – seria bastante difícil de acontecer. O guitarrista do grupo Steve Jones disse à “Rolling Stone” americana que, para começo de conversa, ele e o vocalista John Lydon (o popular Johnny Rotten, nome artístico que usava na época da banda) não se falam há quase dez anos, apesar de morarem na mesma cidade (Los Angeles).

“Não há amizade. Eu moro em L.A. e ele também, mas não nos falamos. Acho que a última vez em que falei com ele foi em 2008 quando fizemos turnê pela Europa. Não tenho vontade de falar com ele e ele não tem desejo nenhum de falar comigo. Isso é claro. Desejo a ele o melhor e não tenho ressentimentos. Só que nosso casamento acabou e nos divorciamos. E você não tem vontade de falar com sua ex-mulher, tem?”, indaga.

Tá, rola uma chance de volta, sim – mesmo que haja um clima meio esquisito entre o vocalista e o guitarrista. Mas Jones avisa que um detalhe básico teria que rolar de forma diferente.

“Não voltaria pelo montante de grana que fizemos em outras reuniões. Se nos oferecerem a mesma grana dos Rolling Stones, aí a coisa mudaria de figura”, diz.