O POP FANTASMA relembra diariamente alguns discos que estão fazendo aniversário. Os textos serão escritos e postados com total desrespeito ao velho apetite do jornalismo por datas redondas, clássicos indiscutíveis (opa, alguns dos que vamos colocar são clássicos sim) e efemérides de meter medo. Veja (e ouça também!) oito discos que sopram velinhas em 22 de fevereiro.

Um deles é “Stonedhenge”, segundo disco do Ten Years After, lançado em 1969…

… teve também a clássica estreia de David Crosby, “If I could only remember my name”, de 1971…

… em 22 de fevereiro de 1980, saíam dois discos. Um deles, a estreia do grupo synthpop Orchestral Manoeuvres In The Dark…

… e, reeditado (tinha saído em formato EP, com faixas a menos, um ano antes), o primeiro disco de Toyah, “Sheep farming in Barnet”. Se você não faz a menor ideia de que banda é essa, era um grupo punk liderado por uma punkette famosa da época, Toyah Wilcox, que para o horror da turma dos alfinetes e das roupas rasgadas, casou-se (e está até hoje) com Robert Fripp, guitarrista do monolito progressivo King Crimson…

… e que maravilha!! “Pablo honey”, primeiro e MELHOR disco do Radiohead (nossa opinião) também foi lançado em 22 de fevereiro, em 1993. Essa é pra comemorar…

… em 22 de fevereiro de 1994, Beck mantinha um contrato com a Geffen que lhe permitia lançar discos independentes, às vezes concomitantemente, enquanto permanecia no selo. O segundo álbum desta leva foi “Stereopathetic soulmanure”…

… e teve também “Ray of light”, um dos melhores discos de Madonna, em 22 de fevereiro de 1998…

… e tivemos também quase uma hora e pouquinha de heavy metal com o Stratovarius e seu disco “Nemesis”, lançado em 22 de fevereiro de 2013. Parabéns aos discos e aos fãs!