Nossa, mas como era difícil ser criança nos anos 1980/1990… Bom, nós no POP FANTASMA discordamos e achamos que difícil mesmo é ser criança desse jeito aqui, em qualquer época. Mas há umas duas décadas, você sendo adulto, criança, adolescente, idoso ou qualquer coisa, estava sujeito a algumas cenas engraçadas ou simplesmente bizarras, e que hoje dificilmente se repetiriam. É só ver os Raimundos lançando a desbocada Puteiro em João Pessoa à tarde no Domingo Legal, por exemplo. Ou Moraes Moreira deixando os bispos da Record TV provavelmente sem saber o que fazer ao apresentar seu hit Sinal de vida (do refrão “quer morrer, filha da puta?”) no palco do Programa Raul Gil, em 1995.

Sinal de vida era uma música sobre pessoas que desrespeitavam a própria vida e a dos outros no trânsito. E fez bastante sucesso na época (ele também cantou a música no Domingão do Faustão, em meio a muitos “ô loco!” do apresentador, mas ninguém jogou essa pérola no YouTube).

Sinal de vida saiu num CD de Moraes Moreira lançado em 1996 chamado Estados, que tinha até uma homenagem à onda mangue beat (Caranguejo dance). E mesmo com palavrão – que horror! – virou tema de uma campanha do Ministério dos Transportes naquele ano, pedindo mais gentileza no trânsito. Mas calma que não foi bem assim. Na hora de montar o jingle, cortaram o “filha da puta” (substituído por um riff de metais no mesmo ritmo) e sobrou só a rima com “multa” (vejam só).

 

Pauta roubada do amigo Pedro Só