Começamos a semana com a triste notícia da morte do diretor George A. Romero, especialista em filmes de zumbi, e que dirigiu um único clipe na vida – Scream, dos Misfits, uma banda que o havia homenageado com uma música chamada The night of the living dead. E aproveitamos para lembrar que um outro diretor de filmes de terror B, da estatura de George Romero, também fez uma incursão bastante inusitada pelo mundo dos clipes. Foi José Mojica Marins, o popular Zé do Caixão, que em 1994 foi convidado para fazer um clipe para a banda curitibana Boi Mamão, Kronkanildo. A música virou esse material demoníaco aí.

Se você nunca tinha visto o clipe (que passou bastante na MTV nos anos 1990 e tem participação do próprio Zé e de sua trupe de vampiras) e ficou alucinado pelos efeitos e pelo clima de filme “velho”, novidade pra você que não conhecia a história: ele foi rodado com negativo vencido havia 14 anos (!), o que deu uma cara bem maluca para o vídeo. Um texto na coluna Chips & salsa, de André Barcisnki na revista Trip em julho de 1994, diz que o clipe chegou a ser exibido numa mostra de filmes de terror em Hollywood, na época.

O clipe que Zé do Caixão dirigiu para o Boi Mamão
Kronkanildo saiu na coletânea Allface, lançada em 1995 pelo selo Banguela, da Warner (dirigido pelos Titãs e por Carlos Eduardo Miranda), e que reunia bandas curitibanas (Boi Mamão, Resist Control, Woyzeck e Magog). Olha aí.