O vídeo abaixo é a coisa mais (digamos) satânica, blasfema e (dependendo do seu potencial de ofensa pessoal) indecente a qual você vai assistir no YouTube nos últimos tempos. Isso levando em conta que o vídeo não é de uma banda de black metal. E não foi produzido para ser consumido apenas por um nicho. E passou na televisão (na Alemanha, mas passou). Formada em Leicester, na Inglaterra, em 1969, o Black Widow era uma banda que fazia uma estranha mescla de rock progressivo, psicodelia e ocultismo. Iam, aliás, bem mais fundo e transformavam em espetáculo o imaginário satanista.

Em 1970, contratados pela grandalhona CBS e produzidos por Patrick Meehan, empresário do Black Sabbath, eles lançaram o primeiro disco, “Sacrifice”. E um dos compromissos do lançamento foi divulgá-lo no fantástico programa Beat Club, da TV alemã. Alguém pegou todo o show, gravado nas trevas e com tons psicodélicos que o deixam assemelhado a uma das obras cinematográficas de Kenneth Anger, e jogou no YouTube. Olha aí.

Nos shows dados no lançamento do primeiro disco – a banda parou com isso depois – o Black Widow inocava demônios no palco. O cantor Kip Trevor faz exatamente isso na música “Conjuration”. Também levava uma garota para dançar com eles no palco na lasciva “Seduction”. Ao fim da apresentação, completamente nua (um escândalo na época), a tal menina passava por um sacrifício de mentirinha. No show aí de cima, acontece exatamente isso em “Sacrifice”. E a menina sacrificada é uma amiga deles chamada Katie, segundo essa matéria de jornal daí de baixo.

Black Widow: um show inteiro de 1970 no Beat Club

A ligação do grupo com Alex Sanders, considerado o “rei das bruxas”, chegou a ser bastante explorada por jornais e matérias de TV na época. Independentemente de qualquer estranhice satanista, o som do grupo é bem legal. E lembra um Jethro Tull mais pesado e violento em vários momentos. Só não recomendo ver antes de dormir. Abaixo, a hora do sacrifício, com Trevor e Katie.
Black Widow: um show inteiro de 1970 no Beat Club

Uma curiosidade: o próprio baterista do Black Widow, Clive Box, comentou no vídeo do YouTube. E agradeceu a postagem. “É a primeira vez que eu vejo isso em 45 anos!”, escreveu.