O POP FANTASMA relembra diariamente alguns discos que estão fazendo aniversário. Os textos serão escritos e postados com total desrespeito ao velho apetite do jornalismo por datas redondas, clássicos indiscutíveis (opa, alguns dos que vamos colocar são clássicos sim) e efemérides de meter medo. Veja (e ouça também!) discos que sopram velinhas em 17 de março.

O primeiro disco do Grateful Dead tá fazendo 50 anos hoje.

O excelente disco duplo “Freedom suite”, dos Rascals, saiu em 17 de março de 1969.

“Works”, disco duplo de Emerson, Lake & Palmer lançado em pleno levante punk (o trio se vingava da turma dos alfinetes classificando o estilo como “o primeiro movimento musical contraproducente”), tá completando 40 anos hoje.

O primeirão do Generation X, banda punk que revelou um vocalista chamado Billy Idol, saiu em 17 de março de 1978.

E no mesmo dia, saiu o segundo disco de Elvis Costello, “This year’s model”.

E teve “Desolation angels”, disco do Bad Company, que saiu em 17 de março de 1979.

Opa! “Black celebration”, disco barra-pesada do Depeche Mode, saiu em 17 de março de 1986.

E teve o EP “Just say Ozzy”, que deu uma levantada na carreira do morcegão Ozzy Osbourne quando ele saía de mais uma série de internações e problemas pessoais. E saiu em 17 de março de 1990, trazendo o velho amigo Geezer Butler no baixo e algumas canções do Black Sabbath. Mas você não acha nada dele nem no YouTube nem no Spotify porque o baixista Phil Soussan, parceiro de Ozzy em “Shot in the dark”, o processou por causa de royalties, e Ozzy baniu o álbum de sua discografia.