Três garotas (duas delas nos vocais, nas guitarras e na linha de frente) e dois caras (um deles com um órgão Farfisa, símbolo de sujeira vintage) de Londres tocam adiante os Chemtrails, que lançaram no finzinho do ano passado o EP “Love in toxic wasteland”. “Aeons”, uma das melhores músicas do disco, chamou a atenção da turma da rádio KEXP, de Seattle, que colocou a faixa em seu podcast Song Of The Day e definiu a banda como “o que você vai querer ouvir na última festa do Apocalipse”.

Ouça tudo da banda em seu Bandcamp, mas se quiser conferir apenas as imagens distorcidas e psicodélicas do clipe de “Aeons”. Mia Lust, a vocalista ruiva, diz que a ideia da banda foi fazer uma espécie de paraíso com duas “Evas”, com a letra fazendo referências ao gênesis bíblico e cultos e rituais (“aeon”, você sabe, são entidades emanadas de Deus, no gnosticismo). Detalhe: a parte “natureza” do estúdio foi toda filmada em celular e editada pela banda.