O POP FANTASMA relembra diariamente alguns discos que estão fazendo aniversário. Os textos serão escritos e postados com total desrespeito ao velho apetite do jornalismo por datas redondas, clássicos indiscutíveis (opa, alguns dos que vamos colocar são clássicos sim) e efemérides de meter medo. Veja  (e ouça também!) discos que sopram velinhas em 28 de fevereiro.

Primeiro disco totalmente instrumental do Soft Machine, o quarto disco deles, “4”, saiu em 28 de fevereiro de 1971…

… Teve o primeiro disco da banda de rock progressivo Camel, que saiu em 28 de fevereiro de 1973…

… “Yesterdays”, coletânea do Yes, saiu em 28 de fevereiro de 1975, com uma raridade: o B-side “Dear father”…

… e o primeiro disco da cantora e compositora americana Rickie Lee Jones, que levava apenas o nome dela no título, saiu em 28 de fevereiro de 1979…

… e olha só que disco saiu num 28 de fevereiro: “War”, disco do U2 (1983) que tem “Sunday bloody sunday” e “New year’s day”

… um sujeito muito especial para a história do rock estreava solo em 28 de fevereiro de 1995: Mike Watt, baixista dos Minutemen, com “Ball-hog or tugboat?”…

… e 28 de fevereiro de 2000 foi dia de clássico: “Standing on the shoulder of giants”, quarto disco do Oasis, de músicas como “Go let it out”…

… e no mesmo dia, quem voltava com um disco de inéditas era a rapaziada do AC/DC: “Stiff upper lip”! Parabéns aos discos e aos fãs!

E como 2017 não tem dia 29 de fevereiro, pega aí quatro discos lançados no último dia do mês, em anos bissextos:

“The frenz experiment”, décimo disco do The Fall, foi o primeiro sucesso de verdade da banda (chegou até no Top 20!) e trazia um som bem menos experimental que os anteriores – e nem por isso menos curtível. E saiu em 29 de fevereiro de 1988.

No mesmo dia, saía “Now and zen”, quarto disco solo de Robert Plant, que largava a sonoridade meio new wave e pós-punk dos anteriores e caía dentro do espólio do Led Zeppelin. Tinha até samples de cinco canções da banda em “Tall cool one” e o ex-colega Jimmy Page, que voltava com o disco “Outrider”, tocando guitarra em “Heaven knows” e na própria “Tall cool one”.

E no dia 29 de fevereiro de 2000 saíam “Get some go again”, da Rollins Band…

… e o fenomenal “Machina/The machines of god”, dos Smashing Pumpkins -era o penúltimo disco da banda antes de um hiato que duraria até o fim da década, e marcava o retorno do baterista Jimmy Chamberlin.