Você já ouviu falar de um cantor chamado Teófilo Lima? Ele era o artista do segmento pop-rock que mais tinha fãs e mais lotava shows em Teresina (PI) no começo da década passada. Até o meio dos anos 2000 era um dos maiores representantes da região no estilo, e abriu portas pra muita gente. Uma história que se rolasse nos dias de hoje, possivelmente teria gerado frutos nacionais para o cantor – que por sinal, mantém um site, está nas redes sociais e está por aí fazendo shows.

E a história dele é um dos casos que você fica conhecendo quando assiste ao documentário Um suspiro de rock, de João Victor Rolim, sobre a cena de rock em Teresina (PI) na primeira década dos anos 2000. Músicos lembram que se tratava de uma cena que foi melhorando e ganhando mais profissionalismo. E que levava as pessoas a produzirem, até pela falta de mais opções de coisas para assistir e fazer. O documentário foi apresentado como trabalho de conclusão do curso de Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo da UFPI. Aprovado com nota máxima.

“Quando a juventude saía para se divertir, parece que eles iam com a vontade de conhecer algo. De conhecer o que a banda fazia, sentir o que a banda proporcionava”, recorda Thiago Reis, da banda QI 69.