Considerado por muita gente como o “Woodstock de Gana”, o festival Soul To Soul rolou no dia em que se comemorava o 14º ano da independência do país africano, em 6 de março de 1971 – até 1957, Gana pertenceu ao Reino Unido. O evento foi uma criação do conselho de arte local, ao lado do produtor Tom Mosk, que estava por lá ajudando os pais, Ed (este, um conhecido advogado de Hollywood) e Fern, na adaptação cinematográfica de uma novela do escritor nigeriano Chinua Achebe, Things fall apart.

Jogaram trechos de Soul To Soul, o "Woodstock de Gana", no YouTube

O festival rendeu um filme, que foi lançado inclusive em DVD, e também um LP. E trazia como grande protagonista Wilson Pickett, ao lado de um punhado de artistas afro-americanos. Boa parte deles nunca havia ido ao país, e Gana também só conhecia certos nomes do evento de longe. Por acaso, Pickett, fazendo bastante sucesso por aqueles tempos, era um dos raros nomes convidados a terem discos lançados no país africano.

Jogaram trechos de Soul To Soul, o "Woodstock de Gana", no YouTube

A lista de convidados abarcava o soul (Pickett, Ike & Tina Turner), o jazz (o pianista Les McCann e o saxofonista Eddie Harris), gospel (as Staple Singers), pré-disco (Roberta Flack). Tinha até rock – no caso, Carlos Santana, o único nome não-negro do festival. Pickett disse certa vez acreditar que aquele público nunca tinha assistido a um show daqueles, “porque eles olhavam para mim com enorme força”.

Olha o trailer do filme aí.

Via Voices of West Anglia.