Deve ser EXTREMAMENTE complicado ter que ficar lembrando a todo mundo que sua música é sua, não de outra pessoa. Veja só o caso de Kiss me, música lançada em 1997 pela banda americana Sixpence None The Richer.

Sixpence None The Richer - Aquela banda que todo mundo achava que era o Cranberries ainda existe

Sixpence None The Richer - Aquela banda que todo mundo achava que era o Cranberries ainda existe

Kiss me, que saiu em 1997 e é eternamente lembrada por todo o mundo como sendo um sucesso dos Cranberries, na verdade é do Sixpence None The Richer. Que começou em 1992 no Texas e tem raízes no rock gospel. O nome do grupo (cuja tradução é “seis centavos não deixam ninguém rico”) foi tirado de um livro de teologia chamado Mere christianity, de C.S. Lewis. Até o terceiro disco, que é o que tem Kiss me (e que levava só o nome do grupo no título), Leigh Nash (voz) e Matt Slocum (guitarra e vários instrumentos), os da linha de frente, tinham gravado um par de álbuns de repercussão local por um selinho chamado R.E.X., cujo catálogo incluía bandas de rock e heavy metal cristão.

Uma horinha de prog-metal cristão: esse é o disco Fall babylon fall, do grupo Veni Domine, lançado pela R.E.X. em 1992.

“Gente, eu ouvi isso a vida inteira achando que era Cranberries!”. E você também ouve até hoje (toca em várias rádios adultas) essa versão deles de Don’t dream it’s over, do Crowded House. Sabia que eram eles? Foi o maior hit do quarto disco deles, Divine discontent, de 2002.

O Sixpence tem algumas coisas, de fato, em comum com o Cranberries. E isso além das semelhanças sonoras. As duas bandas posam sentadas em sofás e afins para capas de discos (como você viu lá em cima). E da mesma forma que muita gente foi avisada que os Cranberries ainda existiam quando souberam da morte de Dolores O’Riordan na semana passada, muitos e muitas mal devem saber que o Sixpence ainda circula por aí. O grupo tinha terminado terminou em 2004 – experiências frustantes e obrigatoriedades do sucesso separaram a dupla. Mas Leigh e Matt voltaram em 2007 e gravaram o disco mais recente, Lost in transition, em 2012. Olha eles aí tocando no ano passado num festival dedicado à música dos anos 1990. Um doce para quem adivinhar qual é a música.

Durante o período em que o Sixpence esteve desativado, a cantora Leigh Nash se tornou mãe e gravou um disco de música gospel formal. É esse aí.

Aliás, o Sixpence, no mesmo disco que tem Kiss me, aproveitou para gravar outra música de uma banda-que-é-conhecida-por-uma-só-canção: There she goes, do The La’s (dica do amigo Renato Biao).