Muitos fãs de vinil sequer desconfiam ou lembram disso, mas durante um bom tempo existiu um formato alternativo de LPs em 16 rotações por minuto. Os discos de 16 rpm foram feitos por várias empresas fonográficas, mas uma gravadora francesa chamada MDR (Magnetic Disc Recording) fez disso sua razão de existir. Criou uma técnica chamada Trimicron para diminui totalmente o espaço entre os sulcos e triplicar o conteúdo de cada disco.

E isso aí embaixo é tido como o maior disco de vinil já fabricado no mundo, e saiu das prensas da MDR: Johann Sebastian Bach – Version Intégrale. O disco tem os seis Concertos de Brandemburgo de Bach, além da Fantasia para órgão em G major BWV 572. Vale como curiosidade, se você não tiver o menor interesse por música clássica. E dura umas boas duas horas (!) num LP só.