Presente na lista de clipes que foram exibidos no primeiro dia da MTV, em 1º de agosto de 1981, Cruel to be kind, do cantor e compositor inglês Nick Lowe, é um dos vídeos musicais mais simpáticos já feitos no mundo.

Nick Lowe casando (de verdade!) no clipe de Cruel To Be Kind

Se você nunca viu o clipe nem ouviu a música, pega aí.

Pra começar a fofura, Nick – astro do power pop revelado nos anos 1970 pelo selo independente Stiff e pela banda Rockpile – resolveu gravar boa parte do clipe durante seu casamento. O cantor se casou em 18 de agosto de 1979 com a cantora Carlene Carter, filha do primeiro matrimônio de June Carter, mulher de Johnny Cash.

Nick Lowe casando (de verdade!) no clipe de Cruel To Be Kind

A boda rolou no Tropicana Motel, em West Hollywood, e parte da recepção (com direito às famílias de Nick e Carlene presentes) foi parar no clipe. Nick chegou até atrasado à cerimônia por causa das filmagens.

Nem tudo do clipe é o casório de Lowe, já que logo no comecinho tem cenas em que ele se junta à sua banda para cantar a música, e depois parte numa limusine para a festa. O compositor e cantor Dave Edmunds é o motorista que leva Lowe. Terry Williams, baterista do Rockpile, faz o fotógrafo da cerimônia. Billy Bremner, também do Rockpile e das bandas solo de Lowe e Edmunds, é o cara que faz o bolo da festa – e aparece metendo a mão no glacê na frente do casal. O empresário do cantor, Jake Rivera, é o padrinho. Edmunds chegou a lembrar que a gravação foi bem divertida, bem como o clima da banda. “Nunca tivemos nenhum desentendimento, era um pequeno clube nosso”, contou.

O kit de bateria usado pela banda de Lowe, curiosamente, não tem nem o nome dele nem o do Rockpile. Sem bateria disponível para a gravação, eles precisaram se virar com o de uma banda chamada The Textones.

É o grupo aí de baixo. Quem tocava nessa banda era Kathy Valentine, que depois faria parte das Go-Go’s. Vacation, das Go-Go’s, já estava no repertório das Textones.

Cruel to be kind foi o oitavo single de Lowe e fez parte do segundo disco do cantor, Labour of lust (1979), que trazia toda a formação do Rockpile, sua banda, mas era tido como um álbum solo seu.

A música havia sido feita para uma banda anterior da qual Lowe fez parte, o Brinsley Schwarz. Era um grupo de pub rock liderado por um guitarrista (o tal do Brinsley Schwarz). Lowe era o baixista. A canção chegou a ser gravada pelo grupo em 1974, mas a gravação só chegou a público no ano passado, no disco It’s all over now.

Apesar da fofura da música e do clipe, vai aí uma notícia chata: o casamento de Lowe com Carlene não durou muito. Foi só até 1990. Nick foi o terceiro marido da cantora, que já tinha filhos de uniões anteriores. Mas Lowe casou de novo em 2008 com a designer e DJ Peta Waddington. Antes de oficializar a união, o casal já tinha até um filho, Roy, nascido em 2005.

Aproveite e pegue aí Nick Lowe cantando seu hit no ano passado. Lowe continua dando shows e fazendo participações em discos e apresentações de outros artistas. Ultimamente está em turnê com a banda Los Straitjackets.