A prisão do Planet Hemp em 10 de novembro de 1997, em Brasília, rendeu capas de jornal, de revista, horários em programas de TV… e a capa da versão brasileira da Mad. O número 136, de janeiro de 1998, fazia graça com a prisão e a liberação do grupo. E e botava o baixista Formigão e os rappers Marcelo D2 e Gustavo Black Alien na capa, ao lado do malucão Alfred Neuman (personagem-assinatura da revista, que aparecia na capa cheirando folhas de maconha) e do Garoto Enxaqueca. Que, se você não lembra, era um personagem famoso no Brasil no fim dos anos 1990 por causa de um desenho que passava na MTV.

Em 1998, o Planet Hemp na capa da Mad

Se você quer ter uma ideia de como era o imaginário pop do Brasil há vinte anos, essas eram as drogas das quais a Mad aconselhava você a manter distância. Essa era a ilustração da contracapa da revista. Atualize a lista aí nos comments.

Em 1998, o Planet Hemp na capa da Mad

O editor da revista, Ota, voltava depois de onze anos com seu famoso Relatório Ota das Drogas, dessa vez atualizado e incluindo algumas substâncias novas.

Em 1998, o Planet Hemp na capa da Mad

E essas eram as tirinhas da revista sobre a prisão do grupo, escritas por Marcelo Martinez.

Em 1998, o Planet Hemp na capa da Mad Em 1998, o Planet Hemp na capa da Mad Em 1998, o Planet Hemp na capa da Mad Em 1998, o Planet Hemp na capa da Mad

Ota, editor da versão verde-e-amarela da revista, diz que a paródia do Planet Hemp foi a única vez em que os chefes americanos implicaram com o filhote brasileiro.

Há vinte anos, o Planet Hemp aterrorizava na capa da Mad

E o Planet Hemp ganha em breve uma biografia, escrita pelo jornalista Pedro de Luna. Leia mais aqui.