Para falar de Jesus Cristo, o cristão convertido Little Richard, 84 anos, saiu de casa e fez duas raras aparições na TV, em setembro. Uma delas foi num telejornal da ABC, quando visitava Illinois para participar de um culto televisivo da igreja adventista Three Angels. O roqueiro de Tutti Frutti aproveitou para falar que encontrar Jesus “foi a melhor decisão de sua vida”. Disse também que procurou a religião quando as coisas começaram a ficar enormes em torno dele, com várias pessoas o idolatrando no palco.

No tal programa da igreja Three Angels, que está disponível no YouTube, Richard deu seu testemunho de conversão à religiosidade. E ainda comentou a respeito da morte do criador do império Playboy, Hugh Hefner, de quem foi amigo.

“A gente vê nas capas de todas essas revistas e vi agora que meu amigo Hugh Hefner morreu. Ele era um grande amigo. Mas ele representava outro tipo de livro e nós aqui representamos a Bíblia”, disse Little Richard, arrancando gargalhadas da plateia.

Richard converteu-se bem no começo da carreira, em 1957. Passou, a partir daí, cinco anos cantando música gospel, até voltar às canções seculares na década seguinte. “Eu tinha cabelo grande e maquiagem na cara, nem escutaria nada (a respeito de Jesus). “Mas Deus me mostrou que se vivesse para ele, ele me daria a vida eterna e prazer para o resto da vida, e imortalidade”. No final tem uma oração com a participação do cantor – não, ele não aparece cantando.

Vale citar que o cantor é tão envolvido com religião que chegou a celebrar casamentos. Ele fez isso em 2005 e tem até imagens, porque o canal Entertainment Tonight cobriu.