Já sei, você anda ouvindo falar muito de bitcoin. E de criptomoedas. Antes de mais nada, se é que você não sabe, bitcoin não é a única criptomoeda. Há moedas como Aeon, DigitalNote, Ethereum e várias outras. E tem um promotor japonês que resolveu usar esses nomes numa girl band que acaba de ser montada. É o Kasotsuka Shojo (garotas das moedas virtuais, em português), em que cada menina representa uma moeda diferente. O estilo do grupo é o… criptopop.

Olha aí uma foto do grupo. Cada moedinha é representada por uma máscara. O Quartz afirma que esse visual é comum em competições de cosplay no Japão.

Rara Naruse, menina de 18 anos que representa (mas olha!) o famigerado Bitcoin, afirma que o grupo veio para revolucionar o mercado, a moda, o mundo e etc. “Queremos promover a ideia, através do entretenimento, de que as moedas virtuais não são apenas uma ferramenta para a especulação. São uma tecnologia maravilhosa que moldará o futuro”, conta. A Cinderella Academy, que montou o grupo e diversas outras boy bands e girl bands, decidiu juntar as meninas justamente pra isso: educar as pessoas (especialmente adolescentes) sobre criptomoedas.

Isso aí é o primeiro single do grupo: The moon, the virtual currencies and me (“a lua, as moedas virtuais e eu”). Bom proveito.