Só dois minutinhos, e vale a pena: Juliana Hatfield, musa indie da década de 1990, dançando enlouquecidamente ao som de sua música, Short-fingered man, no clipe da canção. A música está no novo disco dela, Pussycat, lançado em abril. O clipe também saiu por essa época, mas como a gente não se ligou de colocá-lo aqui, tá valendo.

O vídeo é bem simples: só aparece Juliana dançando num corredor, e fazendo passos num estilo bem anos 1960. “Eu amo a dança dessa época, fiz um monte disso. Também estava pensando nos primeiros filmes de vampiros de Jean Rollin e de Alphaville (Godard), e aquelas cenas perto do final em que Anna Karina – e outros residentes da Alphaville – começam a perder o equilíbrio no corredor e não conseguem andar em linha reta”, falou ao Stereogum.

Detalhe que a música é uma piada cruel com ninguém menos que Donald Trump, o tal sujeito de dedos pequenos do título da canção. O presidente norte-americano costuma ser chamado pelas costas de short-fingered man desde 1988, porque o jornalista Graydon Carter, que foi editor por vários anos da Vanity Fair, escreveu um texto para a revista Spy chamando Trump de “um homem vulgar de dedos curtos”.

E esse aí é Pussycat.