“- Nós começamos com Frank Sinatra, depois Elvis. Mas chuto que os Beatles realmente começaram tudo…

– E aí os grupos ingleses apareceram.

– E aí veio um influxo de grupos ingleses que realmente tinham toda essa excitação, e apareceram as garotas gritando pelos Beatles, pelos Stones, indo para os quartos de hotel deles (…). E mais garotas se tornaram adeptas disso, de entrar em quartos de hotel. Tinha muito status ligado a isso.

– E tinha todo um status aí, de super groupies (…) Começou a rolar muito dinheiro na indústria, cada grupo tinha vários caras e cada um deles tinha várias garotas”.

Eram outros tempos. Nada a ver com os dias de hoje. Mas isso vale como um documento de época: em 1969 um selo independente chamado Earth Records resolveu entrar na onda dos discos falados e lançou um LP com groupies conversando e dando caráter histórico ao aparecimento delas no cenário do rock.

Groupies "fazendo porquinhos" num LP falado de 1969

Groupies, o LP, tem pouca info. Não se sabe quem foram as garotas que surgiram falando sobre seu dia-a-dia no álbum. O produtor era um sujeito chamado Alan Lorber, que cuidou de álbuns e compactos de bandas como Puff e Ultimate Spinach.

Alguém jogou o disco no YouTube – com legendas em inglês, inclusive. Não sei se isso fazia parte do disco original ou se foi erro de quem subiu o vídeo no YouTube, mas o comecinho do lado A tem o mesmo arquivo duplicado, com voz dobrada, nos primeiros segundos.

Detalhe que, para contextualizar o que eram as groupies para quem não entendia nada do que estava se passando com a juventude da época, havia um glossário na contracapa. Destaque para a gíria “making piggies” (fazer porquinhos?), que indicava que alguém tinha transado com alguém. E era preciso explicar até o que era um “popstar”.

Groupies "fazendo porquinhos" num LP falado de 1969

Aliás a contracapa inteira era tomada por depoimentos das meninas. “O primeiro estudo documentado do fenômeno internacional das groupies, como reportado na Rolling Stone, Time, The Realist, Cash Box e Village Voice“, diz o texto.

Groupies "fazendo porquinhos" num LP falado de 1969