O canal de vídeos Great Big Story fez uma visita a Emily Lazar, uma conhecida engenheira de masterização de som indicada ao Grammy, que trabalhou em discos de Foo Fighters (Wasting light), Vampire Weekend (Contra), White Denim (D), Sky Ferreira (Night time, my time) e vários outros. Emily explica sobre como se interessou pelo trabalho em estúdio e – evidentemente – sobre como é ser mulher numa função que é predominantemente ocupada por homens.

“É em primeiro lugar, algo completamente estranho. Tem o sexismo, a questão da idade, um monte de coisas que acontecem”, conta. “Passei por situações em que as pessoas queriam me incluir apenas por que eu era uma mulher, porque era cool ter uma mulher envolvida. Isso também é igualmente desprezível”.