Os Estados Unidos têm cantores como Justin Timberlake e Britney Spears como grandes nomes do pop saídos do universo Disney. E a França tem Douchka Esposito. Embaixadora da Disney na França de 1984 a 1989, ela já tinha mais de 20 anos quando ganhou o cargo. E era uma estrelinha pós-adolescente local, como Britney seria depois.

Isso aí é ela em 1984 mostrando o hit Mickey, Donald et moi, ao lado de dois bailarinos fantasiados de Mickey e Pato Donald. Você pode nunca ter escutado essa música, mas na França ela vendeu mais de 400 mil discos. E foi um dos maiores hits daquele ano. Não é melhor que a Carreta Furacão, mas dá uma animada.

Douchka é filha da comediante Pascale Petit e do cantor e compositor Giani Esposito. Foi modelo antes de virar Embaixadora da Disney e passar a cantar. Depois de Mickey, Donald et moi, vieram outros hits na mesma linha. Ela lançou Élémentaire, mon cher Baloo (referência ao urso do desenho Mogli) e Bernard et Bianca. Tudo isso fez um baita dum sucesso na França.

Não foi um período que durou muito tempo, já que ela rompeu o contato com a Disney no fim dos anos 1980. Casou em 1990 com o CEO de gravadora Angelo di Napoli, teve três filhos, largou a carreira musical e entrou numa espiral bizarra de autodestruição. Chegou a tentar o suicídio aos 29, em 1995. Em 1997, voltou ao repertório infantil gravando as músicas da trilha do desenho franco-canadense Princesa Sissi. Dois anos depois, com problemas financeiros, aceitou posar nua para uma revista. Num papo com a edição francesa do site Pure People, lembra de ter bebido umas doses a mais para se soltar nas fotos e quase entrou em coma alcoólico.

Nos últimos anos, Douchka (hoje com 54) andou tentando fazer uns retornos à música. Passou pelo The Voice francês cantando a Ave Maria de Caccini. Deu ruim: nenhum dos jurados virou-se para ela. No ano passado, gravou The clown, disco em homenagem a seu pai, com o repertório dele. Já era um sonho que ela tinha fazia tempo. “Fico muito emocionada cantando as músicas e sinto que a alma dele vive em mim”, contou à Pure People.