Um cara chamado George, que tem um emprego basicamente careta e uma vida formal, decidiu falar de seus altos e baixos encarando os problemas com bom humor – e colocando tudo em quadrinhos. Olha aí o que ele tem a dizer sobre isso.

“Meu nome é George. Tenho 21 anos. Atualmente SOU um estudante de Finanças e um auditor interno. Você pode pensar: ‘Uau, esse cara está resolvido na vida!’. Bem, queria que fosse verdade. Nem está perto.

A única coisa que tenho certeza, é que adoro desenhar e me expressar através da arte. Eu comecei a compartilhar meus quadrinhos com o mundo como uma maneira de desabafar minha frustração e minhas decepções.

Logo comecei a receber muitas mensagens encorajadoras e adoráveis ​​de diferentes pessoas de todo o mundo. Pessoas como eu, com histórias diferentes, mas todas semelhantes. Então, a partir daí, resolvi usar minha arte como uma maneira de mostrar às pessoas que estão passando por momentos difíceis, que eles não estão sozinhas. E que você sempre deve tentar rir e ver as coisas do lado mais brilhante.

Em suma, se você está lidando com algo ruim agora, espero que minha arte faça você sorrir, mesmo que seja só por um pouco”

Olha aí os trabalhos de George (que por sinal faz um lance bem criativo, montando tirinhas com as galerias de foto do Instagram).

Depressão e ansiedade em quadrinhos Depressão e ansiedade em quadrinhos Depressão e ansiedade em quadrinhos Depressão e ansiedade em quadrinhos Depressão e ansiedade em quadrinhos

Algumas galerias que ele criou, direto do Instagram.

Uma vez ele fez até um Q&A com participações dos seguidores.