A Coca-Cola, você deve saber, lançou sua Clear Coke, transparente, em caráter experimental no Japão. E olha só por onde andava a Pepsi, rivalzaça da empresa de cor vermelha, lá por 1992. Ela estava lançando sua Crystal Pepsi, no mesmo estilo (beberagem transparente e com “sabor diferente” da bebida normal).

A ideia de uma “nova experiência com o refri de cola” era algo tão mandatório para a Pepsi que a empresa fez questão de destacar isso num vídeo de treinamento de funcionários. Alguém jogou o vídeo no YouTube. Foram 18 meses e mais de 3 mil tentativas com variações de sabor até chegarem no resultado, que era diferente do da Pepsi comum e não deveria parecer com o que se esperava de uma bebida transparente. E deveria parecer mais refrescante e (na medida do possível para um refri) saudável.

A ideia da Crystal Pepsi veio da cabeça de um sujeito chamado David Novak, CEP da PepsiCo a partir de 1992. Apesar do sucesso inicial, a meta de alcançar 2% do mercado de bebidas dos EUA não foi alcançada e a bebida foi tirada do mercado em 1994. E, que coisa, num papo com o Business Insider em 2015, ele disse que faltou uma coisa básica para que ele conseguisse sucesso com a Crystal Pepsi: quando você é um líder, tem que aprender a escutar o feedback de seus funcionários. Os mesmos que receberam o tal vídeo acima para treinar.

Novak diz que todo mundo que trabalhava na empresa reclamava em seu ouvido que a nova bebida “não tinha gosto de Pepsi”, e ele se recusava a entender isso. “Se você mostrar aos funcionários que ouviu e tratou de suas preocupações, então você deu a eles a oportunidade que precisam para se comprometer”, afirmou. Seja como for, a bebida fez sucesso o suficiente pra volta e meia voltar aos revendedores.

Aproveita e pega aí um dos anúncios mais conhecidos da Crystal Pepsi. Passou no Super Bowl de 1993.

Via Laughing Squid.