Se você lembra de Vale tudo, novela exibida pela Rede Globo há trinta anos que trazia Lidia Brondi como repórter de uma revista, Reginaldo Faria como um piloto de avião envolvido em atos ilícitos, finais infelizes para alguns personagens… Bom, não se tratava de algo tão original assim. Em 1987, a Rede Manchete tinha exibido uma novela chamada Corpo santo, escrita inicialmente por José Louzeiro (escritor e roteirista morto em 29 de dezembro) que trazia esses dois atores e uma realidade mais barra-pesada ainda. E que ainda por cima era vendida como “novela-reportagem”, que mostrava a vida como ela era.

Na trama de Corpo santo, Reginaldo Faria era Téo, um produtor de filmes eróticos envolvido com vários crimes. Lidia Brondi era Bárbara, uma repórter perseguida pelo esquadrão da morte. No fim da novela, Teo se dava bem, boa parte do núcleo pobre da novela continuava na miséria e Bárbara tinha sua casa invadida por bandidos. Mostrados quase sempre como corruptos, os policiais da novela passavam o tempo todo fazendo surubas com prostitutas (isso aparecia na TV), ganhando dinheiro ilícito e fazendo merda. Numa época em que quem não estava na Globo não necessariamente tinha ido pro ostracismo, o elenco tinha também Otávio Augusto, Christiane Torloni, Luiz Carlos Arutin, Sérgio Viotti, Nathalia Timberg, José Wilker (era o diretor e fez participações especiais) etc.

Maniqueísmos à parte, a trama foi cometendo pequenas ousadias que até hoje chocariam uns e outros. Bem antes de alguém filmar Cidade de Deus, o policial atrapalhado Pé Frio (Ivan Setta, conhecido pelos vilões que interpretava na TV e no cinema) aparecia num dos últimos capítulos ameaçando atirar num garoto de rua. No fim da cena, o personagem roubava o baseado do garoto e fumava o bagulho em frente às câmeras – e sim, deve ter sido a primeira vez que algum personagem apareceu emaconhando-se numa novela. Na verdade, Corpo santo era uma novela tão sui generis que o tema de abertura era… o Roupa Nova, então estigmatizadíssimo como grupo brega, tocando um hard rock autoral, Lugar no mundo.

E todo esse intróito é para falar que o canal de vídeos 93fr1 colocou no YouTube todos os capítulos de um compacto de Corpo Santo que a Manchete exibiu. Pega lá antes que tirem do ar. Olha os cinco primeiros capítulos aí (o resto você procura aqui).