Lá pela segunda metade dos anos 1980 um produtor resolveu juntar num grupo três modelos holandesas que apareciam quase sempre seminuas, em clipes e no palco. Foi assim que surgiu o Centerfold, que ficou um tempinho nas paradas com seu europop baixos teores, de temática pretensamente sensual.

Olha Laura Fygi, Rowan Moore e Cecilia de la Rie cantando Dictator, Bad boy, Radar love (cover do Golden Earring) e outros hits que fizeram a fama delas. O primeiro disco das garotas do Centerfold se chamava Man’s ruin. Ele saiu em 1986 e fez algum sucesso.

Já isso aí é a desbocada Bitch when I see red, feita para elas com exclusividade por Benny Andersson e Bjorn Ulvaeus, do ABBA.

A história do Centerfold até que durou bastante; As garotas ficaram juntas de 1984 a 1989, e vale lembrar que muitos grupos dessa época não passavam dos dois anos. Só que o grupo foi marcado por um fim trágico. Em 1988, rolou uma mudança de formação, com Sandra Noach substitindo Cecilia. Sandra gravou apenas um single com o grupo, Play the game, e cometeu suicídio em 1989.

Do trio original, Cecilia continuou envolvida com música por uns tempos, num grupo bem interessante chamado Red Cinder. Jogaram uma playlist dessa banda no YouTube. Dá uma conferida aí.

Já a Laura Fygi tem há anos uma carreira bem interessante como cantora de jazz (!), que volta e meia rende shows em festivais do gênero. Olha ela aí se apresentando ao vivo  nos anos 1990.

Via Reprobate Magazine.