O filme Rock Brasília – Era de ouro, de Vladmir Carvalho, detalha o rock da capital federal nos anos 1970 e 1980 e recorda um pouco dos bastidores da primeira vez em que o som punk feito por lá apareceu na mídia impressa. No caso, foi na reportagem Ai de ti Brasília, escrita por Hermano Jr e publicada na revista Mixtura Moderna – editada por Ana Maria Bahiana e José Emílio Rondeau – em junho de 1983. Um outro músico de Brasília, Carlos Pinduca (da banda Maskavo Roots, hit em 1995 com Tempestade) achou o texto original e o jogou no Facebook. Olha aí.

O tal Hermano Jr, claro, era Hermano Vianna, irmão de Herbert Vianna, dos Paralamas do Sucesso – que no mesmo mês lançavam o primeiro compacto, Vital e sua moto, pela EMI. No livro Memórias de um legionário, de Dado Villa-Lobos, Felipe Demier e Romulo Mattos, o guitarrista da Legião Urbana comentou sobre a importância do texto para o grupo, que iniciava carreira na época e já estava vindo para o Rio (muito embora o lançamento do primeiro disco ainda ficasse adiado para quase dois anos depois).

“A reportagem do Hermanos para a Mixtura Moderna foi publicada em junho (…). Essa foi a primeira vez que o rock de Brasília cruzou a fronteira e chegou às bandas do Rio e de São Paulo. Isso foi definitivamente uma conquista e realmente nos incentivou. A matéria fez muitas pessoas perceberem que havia em Brasília um movimento de bandas correspondente àquilo que acontecia nas principais cidades do país”.

(e o jornalista Alexandre Matias também tinha colocado a matéria em seu blog Trabalho Sujo quando o texto completou 30 anos  – confira aqui).