Em 2018, até o momento, eu só deparei com um site que posso dizer que é “leitura obrigatória”. É o blog do André Mueller, o popular André X, baixista da Plebe Rude, Sete polegadas 1978/1989. O tema é o pós-punk, notadamente o inglês, desse período.

Para quem não sabe (cria vergonha nessa cara, ô desinformado), André morou na Inglaterra nessa época – que coincidiu com o aparecimento do Aborto Elétrico, banda seminal de Brasília. Foi para lá por causa do mestrado da mãe. Mas calma que ele mesmo conta essa história.

André X (Plebe Rude) criou um blog sobre o pós-punk do fim dos anos 1970

Lá, ele fala de discos que marcaram sua vida e que foram descobertos por ele nesse período. Um deles é o EP Damaged goods, da Gang Of Four, lançado em 1978.


André X (Plebe Rude) criou um blog sobre o pós-punk do fim dos anos 1970

Um outro é o single de 1978 do Human League, Being boiled.

No texto, ele faz questão de mostrar que o Human League que chegou à fama não era o mesmo dos primeiros dias.

André X (Plebe Rude) criou um blog sobre o pós-punk do fim dos anos 1970

Fugindo um pouco à regra, tem o pós-punk nacional do Agentss.André X (Plebe Rude) criou um blog sobre o pós-punk do fim dos anos 1970

Essa banda, com um nome desses, parece vinda da Itália. Mas é um exemplar do pós-punk britânico que deu uma estouradinha com o hit Where’s Captain Kirk? É o Spizzenergi.

André X (Plebe Rude) criou um blog sobre o pós-punk do fim dos anos 1970

Dica do amigo Carlos Pinduca.