Por essa, muita gente não esperava. Um filósofo britânico chamado Alan Watts aparece num episódio ilustrado da série After Skool, ensinando que a vida não é uma jornada. Não é como se fosse uma “viagem” (como ele afirma) porque o objetivo não é o fim e o que interessa é a própria viagem. Em vez disso, ela se assemelharia mais à dança, ou a tocar um instrumento – atos em que o “fazer” é mais importante que chegar ao fim.

“Nós estávamos enganados. Pensávamos na vida numa analogia com uma jornada, com uma peregrinação que tem um propósito sério no final. O propósito seria chegar ao fim, ou ter sucesso, seja o que for, ou talvez ganhar o céu depois que você chegasse lá. Mas nós não entendemos que o caminho era uma coisa musical, que você deveria cantar ou dançar enquanto a música estava sendo tocada”.

Via Laughing Squid